Início » Policia » Suspeito de violência sexual contra enteada em SC é preso

Suspeito de violência sexual contra enteada em SC é preso

Um homem de 55 anos, suspeito de praticar violência sexual contra sua enteada, foi preso pela Polícia Civil, por meio da DPCAMI (Delegacia de Proteção a Criança, Adolescente, Mulher e Idoso) de São Miguel do Oeste, no Extremo-oeste de Santa Catarina. A prisão foi efetuada no início da tarde de segunda-feira (20). A adolescente tem apenas 13 anos de idade.

A vítima contou aos familiares em maio de 2021, momento em que foi iniciada a investigação. A adolescente, de acordo com relato policial, sofria com a violência há mais de um ano e demorou para contar em função de constantes ameaças a que era submetida pelo homem.

Assim que a Polícia Civil foi acionada por familiares da vítima, iniciaram as investigações sobre o fato que resultou no pedido de prisão preventiva do suspeito. O autor foi detido e encaminhado à UPA/SMO (Unidade Prisional Avançada).

A partir de agora, a Polícia Civil tem o prazo de dez dias para concluir a investigação e encaminhar o Inquérito Policial ao Ministério Público e Poder Judiciário para as medidas legais.

A ação policial ocorreu durante o período da Operação Acalento, realizada em âmbito nacional, voltada ao enfrentamento de crimes praticados contra crianças e adolescentes. A operação conta com a participação da Polícia Civil de todos os Estados da Federação.

A denúncia é um instrumento fundamental na busca por interromper a violência, proteger as crianças e os adolescentes e garantir assistência médica e psicológica às vítimas.

O registro deve ser feito aos órgãos oficiais, com sigilo para aqueles que denunciam, com objetivo de resguardar a criança e o adolescente e assim poder ser apurado e feito o encaminhamento necessário.

Disque 100: É um serviço de disseminação de informações sobre direitos de grupos vulneráveis e de denúncias de violações de direitos humanos. O serviço funciona diariamente, 24 horas por dia, incluindo sábados, domingos e feriados. As ligações podem ser feitas de todo o Brasil por meio de discagem direta e gratuita, de qualquer terminal telefônico fixo ou móvel.

Disque 180: A Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência também é um canal anônimo de denúncias. ele é estritamente reservado para casos de abuso e agressão contra mulheres. A denúncia pode ser feita 24h, por qualquer pessoa.

Proteja Brasil: Se preferir fazer uma denuncia online, o UNICEF tem o aplicativo Proteja Brasil. Ele é gratuito e está disponível para Android e iOS.

Deixe um comentário

error: Content is protected !!